CERTA MULHER

E eu que pensei ser um poeta
e no âmago do meu ser
escrever sobre teu dilema de ser essa mulher

Que me acorda de noite
desperta-me os hormônios
Que acelera este coração

E eu que pensei entender a vida
Pensei ter montado o puzzle
Pensei que não existias no planeta

Te conheço então
Me pareço um homem apaixonado
Te querendo sem pecado
Te peço um beijo
Que satisfaça minha alma
Porém não isento de desejo

Nessas linhas que descrevem pensamentos
Que os misturam com sentimentos
Faço um esborço teu
Que carrego comigo
salvando-me o dia

perdoa-me sobre a irregularidade do que digo
é que para fazer sentido
teria de teres visto a lua de hoje
o seu reflexo no asfalto
ou tua sombra oculta que me acompanha
ter água nos olhos
Mas não chorar.

4 comentários:

Jhony disse...

Estou adicionando seu banner Bob. Abração!!!

http://meunomenaoehjhony.blogspot.com

FABITXU disse...

Seu banner já está add no blog INTERNANDO, quando colocar o meu banner me dá um aviso lá ok?
www.internando.blogspot.com

Flaah Viinha disse...

Liindoo poemaa. alias lindos os poemaas...
o Blogger eh perfeiitoo

tooh jah acompanhandoo
me acompanhaa tmbm.. xD

http://flaahviinha.blogspot.com/

se cuida

bjs...

Carol disse...

Ah.. achei seu blog e resolvi fazer uma visita..
Parabens! ta mto lindo..

Beijos

Postar um comentário